Oportunidade

15 de dez de 2010

Depilação cavadinha - Q mulher nao passou por isso??

Depilação cavadinha - Q mulher nao passou por isso??

Meninas achei essa postagem em um blog. RACHEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEI DE RIR

Bolsa Amarela: Depilação cavadinha: "Juro que queria saber quem foi o infeliz que teve a brilhante idéia da depilação com cera quente. Não... é sério, fico puta da vida com ..."

Quando achei que tinha acabado a mulher me vem com uma pinça tirar os pelinhos restantes. Aquilo sim era sacanagem! Um por um é golpe baixo!!!





Depilação cavadinha




Juro que queria saber quem foi o infeliz que teve a brilhante idéia da depilação com cera quente. Não... é sério, fico puta da vida com uma coisa dessas... já pararam para pensar nas coisas às quais uma mulher se submete? Só a preocupação com depilação já abrange, no mínimo, sobrancelhas, buço, axilas, pernas, coxas e, principalmente, virilha. Puts, a virilha é a pior de todas... pense numa coisa doída e eleve à oitava potencia. Agora pegue essa dor e imagine  ela associada a uma meleca grudenta, quente, feita de mel e aplicada, por outra pessoa, nas suas partes íntimas... pronto, você tem uma noção muito muito muito remota do que é passar por issoO pior de tudo é que vira uma necessidade! Quem acostuma a depilar não consegue ficar sem e quem não acostuma também não... porque o que não dá é ter sua preciosa com o aspecto de yorkshire... nããããão mesmo!
A primeira depilação cavada é um marco na vida de qualquer mulher, afinal, quando você sai daquela salinha sua única certeza é a de que dali para frente qualquer dor é suportável. Aliás, devemos a esse procedimento a preservação da espécie... afinal que mulher aceitaria um parto sem antes descobrir sua hercúlea capacidade de suportar o insuportável? Não muitas, provavelmente.
A minha primeira experiência com isso de depilar a virilha foi um tanto quanto traumatizante, afinal, nem minha mãe, nem qualquer alma caridosa fez o favor de me preparar psicologicamente ou fisicamente para aquilo... um belo dia eu, menina ingênua de 14 anos, decidi que ia me livrar daquela floresta negra e assim o fiz. Como já depilava com cera a alguns anos, sabia que ia doer, mas não tinha noção da intensidade!
            Quando cheguei fiquei surpresa por descobrir que tinham ‘penteados’ para as partes baixas! Sério mesmo, você podia escolher o modelo da depilação...  Nunca tinha pensado que ia ter quer decidir isso e acabei ficando com a opção mais convencional mesmo. Quando entrei na salinha a moça já me mandou tirar a roupa e deitar... nunca gostei disso de ficar pelada com outra mulher, mas era o jeito né... e lá estava eu naquela maldita posição de exame ginecológico esperando começar.


Com a cera quente em mãos, a moça me pergunta se eu queria cava funda ou não, e eu lá sabia o que diabos era ser funda??? Acabei falando que podia ser, afinal, quanto menos pêlos ficassem melhor seria... mal sabia eu que pedir cava funda envolvia os lábios vaginais e a parte de trás (sim, é o que você está pensando... até o traseiro tinha entrado na história!). Para começar o procedimento ela passou o tal do talquinho e já foi metendo a cera... nossa véi, até passar a cera na virilha dói, porque vai puxando os pelinhos de tal forma que te deixa angustiada e receosa (em geral, é aí que você se pergunta porque diabos não ficou em casa vendo TV).

Cera passada e paninho de tnt grudado, era a hora da pior parte de todas. Me lembro de me segurar na lateral da maca, já arrependida por estar ali... contorcia os dedinhos dos pés, respirava fundo e até tentei contar até três... mas no um e meio já era! Puta merda, ela puxou com tanta força que achei que ia arrancar meu ovários junto!!! Doeu tanto que eu queria xingar até a oitava geração daquela torturadora...! Tipo, a tal mini- hittler não demonstrava a menor piedade, eu nem tinha me recuperado e ela já vinha com outra mão de cera. Eu queria chorar, sair dali e nunca mais voltar, quem sabe virar hippie e viver feliz com meus pêlos... mas nem tive tempo de confabular um plano e ela já puxava de novo, e de novo, e de novo! Eu queria morrer.
            Mas o pior ainda não tinha chegado! Mal sabia eu que a região do monte púbico era a pior de todas... quando ela puxou ardeu até minha alma, chega saiu sangue dos meus poros... dessa vez eu xinguei alto! Não dava para guardar aquele ódio dentro de mim! A mini- hittler ficou lá olhando pra minha cara e eu morrendo de vontade de mandar ela ir praquele lugar, pegar minhas roupas e sair dignamente. Mas não fiz nada disso, já tinha começado iria terminar!  
            Àquela altura todos os meus músculos estavam contraídos de dor e a mulher ficava falando ‘ se você não relaxar vai doer mais’, filha duma mãe! Queria ver ela relaxar naquela situação. Minutos depois eu fiquei branca (mais do que já sou) de horror... ela disse com a maior naturalidade: ‘pronto, agora vira de lado e coloca a perna de cima dobrada na vertical’... o que diabos aquela mulher ia fazer minha santa??? Quando senti a cera na parte de trás não acreditei! Porque ninguém tinha me avisado que cava funda era aquilo??? Eu queria um buraco para enfiar minha cabeça... aquela era a posição mais humilhante do mundo! A sorte é que aquele é o lugar que dói menos... foi até bem tranqüilo... aliás se você quer uma dica: depile cava funda sempre, afinal, se vai abrir as pernas, faça logo tudo o que tem direito! (Fora que é muito mais higiênico.)
            Quando achei que tinha acabado a mulher me vem com uma pinça tirar os pelinhos restantes. Aquilo sim era sacanagem! Um por um é golpe baixo!!! Depois disso era só aparar o que sobrou (no modelo escolhido) e pronto! Quando levantei as pernas chega estavam bambas. Tava toda vermelha e alguns lugares ainda sangravam um pouquinho... só que ao virar pro espelho e olhar a preciosa, percebi que tinha valido a pena: tava liiiinda!
            No final das contas a tal da depilação cavadinha é sim uma tortura e dói absurdamente... mas como vale a pena! Ter que voltar todo mês é um sacrifício imenso mas sua preciosa (e namorado) agradecem! E convenhamos, nada é melhor que sair do banho olhar no espelho e pensar... éééé, eu me pegava! shausauhsua


7 de dez de 2010

Prezada Mulherzinha


Carta de Fernanda Young

Se existe alguém que pode falar o que vou falar para você, sou eu. Então, por favor, tenha a humildade de admitir que sei o que estou falando. Pois o que eu te direi é duro, mas poderá te fazer um bem enorme.

Chega. Chega de se comportar assim. Como se estivesse lutando pelo posto de rainha da bateria. De Miss Maravilha do Mundo. Basta de ataques dessa competitividade suburbana - eu sou a melhor, eu sou a mais alta, eu sou a mais gostosa do pedaço. Ninguem tá ligando a mínima se vc corre 10 quilometros ou se aplicou botox nessa sua testa sem expressao. Ou se vc é assim porque não passa de uma menininha que quer ser mais perfeita do que a mãe, conquistar o amor do pai e ser a melhor da classe. Esse teu afã psicopata de vender todas as paradas so te deixa mais ridícula. E me faz querer usar o termo que odeio: coisa de mulherzinha. Mulherzinha é que tem mania de estar sempre desconfiada das amigas, porque todas teriam inveja do seu corpão e do seu cabelão estilo falso-loiro-natural-cinco-tons. Lamento informar, querida, que ninguem sente inveja de você. Por isso, chega de dizer por aí que, para não atrair olho grande, é bom ficar de bico fechado sobre a tal possível promoção que vc terá no trabalho. Relaxa, ninguem está a fim de ser vc. Tente portando ser vc com mais leveza. E lembre-se: esse negócio de dizer que não se pode confiar em mulheres só prova que vc é uma pessoa maliciosa. Sendo que isso está longe de ser porque vc é fêmea.
Quando vejo você tagarelando sobre seus feitos sexuais, sinto-me num filme ruim sobre ginasianas americanas. Todas fanhas e excitadas. Chega, tá? De azucrinar os outros com essa sua genital lambuzada de gloss, cuspindo baixos-clichês, simulando uma modernidade que vc não tem. Nunca mais caia no ridículo de fazer "sexo casual" com nenhum tipo de homem, mais velho ou mais novo, casado ou solteiro, porque todo mundo ja sabe que você finge tudo. que goza, que não se sente fácil, que não liga quando os caras não telefonam no dia seguinte. Seja Honesta uma vez na vida: confesse. Que vc não é nada tão "wild" qdto se vende. Que não sabe falar tão bem inglês assim. Que fez escova progressiva. Que tem dermatite. E enfim você terá alguma paz, pois se reconhece humana, e não a barbie boba que você procura ser. Acredite: idiotice so te faz charmosa para os cafagestes. Se continuar assim, nunca vai aparecer aquele cara bacana que vc gostaria que aparecesse; para lutar por vc, até te conquistar; e destruir a sua linda silhueta com uma gestação de 15kg.
É triste, amiga mulherinha, mas você terá que abrir mão da mascara de rímel que cobre a sua verdade.
 Laura essa Barbie é em sua homenagem rs

(Isso poderia ter sido escrito por uma amiga minha chamada Janete, ela é foda KK) - alias as 2 Fernanda Young e a Janete r.ss..